Quando a militância mainstream agrava a desigualdade.

Golpe.png

Lula tá dizendo que Lava Jato supera Minority Report e Kafka (depois dizem que o cara não lê…). PTistas, Dilmistas e social-democratas em geral estão indignados com a parcialidade e as irregularidades da justiça. Acontece que quando isso rola com os de baixo, e isso rola o tempo todo, os militantes da social-democracia não querem nem se meter a defender os pequenos porque eles são justamente… pequenos. A desculpa de sempre é que eles querem focar no grande e não desperdiçar esforço no resto. Tudo de que se queixam se suceder com Lula já aconteceu e ainda acontece com militantes e ativistas políticos de correntes menosprezadas por eles. Acontece também com os pobres em geral. O grande problema é que se só vale a pena lutar pelos figurões em vez dos pequenos, eles estão fazendo da desigualdade regra. Em vez de lutarem por igualdade política, estão justamente perpetuando o privilégio do grande sobre o pequeno, do rico sobre o pobre, do “importante” sobre o “descartável”.

Vale lembrar que em 2014 no Rio Grande do Sul, durante o governo de Tarso Genro do PT, lideranças indígenas do povo Kaingang foram chamadas para uma reunião em Faxinalzinho com o governo sobre demarcação de terras, porém a reunião foi uma emboscada na qual cinco dos indígenas foram presos e acusados de envolvimento na morte  de Olices Stefani, ex-presidente do sindicato rural de Abelardo Luz. De acordo com Roberto Liebgott do Conselho Indigenista Missionário, eles foram presos não por envolvimento na morte, mas por serem da liderança do movimento indígena local por demarcação, de forma a criminalizar o movimento.

Vemos então que o PT realmente foca no grande. Quando é para defender, defendem seu próprio figurão, mas procuram invisibilizar os pequenos que sofrem do mesmo que eles se queixam. Quando atacam, usam das mesmas táticas dos inimigos, pulando em cima das lideranças dos indígenas para tentar quebrar o movimento como um todo. Sabem quando eles ligam para os pequenos? Quando estes estão de acordo com os termos deles, com eles no poder. De outra forma, para eles, não pode ser.

Anúncios