O DCM é engraçado…

O Diário do Centro do Mundo é um site engraçado. Eles disseram que a eleição de Donald Trump sinaliza o fim da globalização! Tudo porque a campanha de Trump focou em nacionalismo, protecionismo e xenofobia. Acredito que o referido editor do DCM não saiba o que é globalização. O que move a globalização é a internacionalização do mercado. Protecionismo nos países ricos sempre existiu, não é novidade, mas essa história de que Trump vai forçar as empresas locais a trazerem suas fábricas de volta aos EUA não me convence. O empresariado só aceitaria algo assim se houvesse uma contraparte muito boa, como uma baita isenção fiscal ou subsídios do governo, o que é basicamente o contribuinte americano pagando para trabalhar. Ou seja, se as empresas quiserem continuar fabricando em países pobres, elas vão continuar. Do contrário, o governo Trump se tornará impopular entre a elite, que vai torná-lo impopular perante o povo através da mídia e, no fim do mandato, as pessoas votarão na sua oposição e essa dancinha de sempre continuará.

Globalização é isso: multinacionais produzindo e montando em países pobres e com um mercado consumidor em escala mundial; bancos como credores de países. Mexicano nos EUA? Não é isso que define a globalização. É apenas uma das consequências do mercado globalizado. Abertura de fronteiras e transnacionalização de infraestrutura é para a livre movimentação de mercadorias, nunca foi pela união dos povos em harmonia e blablablá pomba branca. Globalização é vender armas para genocídios de povos com os quais você nunca entrou em contato, a despeito dessa mesma globalização. Árabe na Suécia é tão consequência dessa globalização como o sueco que faz campanha pro árabe sair do país. Quando foi diferente?

E é por isso que eu rio da pseudo-esquerda mainstream: eles não sabem mais por quais causas lutam nem contra quais. Ok, serei honesto: eles sabem, sim, mas meter o terror dá muito mais ibope.

Anúncios